Nódoa no Brim Edição #47 | Julho/2017

Por | 3 de agosto de 2017
Materia Principal

Ética e Estética da Perversão 

Ronnie Cardoso (USP)

O que passou a ser denominado como perversão no conhecimento científico ou, mais recentemente, como parafilia, adveio de uma discussão moral, religiosa e jurídica que apenas teve interesse científico tardiamente. Os médicos só passaram a tratar do assunto a pedido de magistrados. Com isso, o conhecimento clínico passou a ser convocado para ratificar um juízo que levava em consideração os padrões de comportamento erótico da época. Progressivamente, foi-se consolidando, ao longo do século XIX, uma concepção de controle do desejo lúbrico baseada, sobretudo, no discurso das cientia sexualis patrocinada por médicos e pedagogos. Nesse contexto, ganha expressão as investigações de Richard Von Krafft-Ebing, psiquiatra alemão e professor das renomadas Universidades de Estrasburgo e Viena. Os estudos de casos feitos pelo ele, a partir de conhecimentos clínicos, vão exercer grande influência na demarcação dos desvios de ordem sexual.             Ao publicar Psychopathia sexualis, em 1886, Krafft-Ebing contribuiu significativamente para a mudança de perspectiva no entendimento da perversão. Ele não poderia imaginar, no entanto, os diferentes destinos que os leitores dariam ao seu texto sobre as patologias relacionadas com os distúrbios da sexualidade. Na comunidade científica, havia o receio de que os relatos sobre os desvios eróticos pudessem facilmente ser confundidos com material obsceno. Para evitar que o livro caísse em mãos erradas, em edições subsequentes, passou-se a acrescentar um subtítulo que ressaltava a sua finalidade e tentava restringir a sua recepção: estudo médico-legal para uso de médicos e juristas.

p+ígina 01-1

p+ígina 02-1

p+ígina 03-1

p+ígina 04-1

p+ígina 05-1

p+ígina 06-1

O Núcleo Estudos da Literatura Wlademir Dias Pino foi criado pela Resolução n.180/2007 – CONEPE, em 07 de dezembro de 2007. Surgiu do grupo de pesquisa Estudos da Literatura de Mato Grosso, cadastrado no CNPq e liderado por Walnice Vilalva e Tieko Miyazaki.

Autor: Núcleo Wlademir Dias Pino

O Núcleo Estudos da Literatura Wlademir Dias Pino foi criado pela Resolução n.180/2007 – CONEPE, em 07 de dezembro de 2007. Surgiu do grupo de pesquisa Estudos da Literatura de Mato Grosso, cadastrado no CNPq e liderado por Walnice Vilalva e Tieko Miyazaki.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *