Nódoa no Brim Edição #48 | Agosto/2017

Por | 31 de agosto de 2017
10407423_839229189430942_1585489479503724965_n

O Guardião do Passado no Órfãos do Eldorado

Maria Madalena da Silva Dias (PPGEL/UNEMAT)

Órfãos do Eldorado (2008), o quarto romance do escritor amazonense Milton Hatoum, narra as memórias de um velho, Arminto Cordovil, pobre e solitário que decide contar sua história a um anônimo que procura abrigo na sombra de um jatobá. É a partir da configuração da narrativa de si, que a memória se faz discurso como percepção que une passado e presente, na busca por uma integridade do “eu”. Milton Hatoum, um dos mais expressivos escritores contemporâneos, focaliza, nesse livro, a cultura e a complexidade histórica do Amazonas, por meio da vida de sofrimento e solidão de Arminto Cordovil, feitos pelo tecido da memória, um conjunto de lembranças que chega a criar um efeito fantasmagórico do estado da alma. A composição afinada de Milton Hatoum, afirma Alfredo Bosi (2006), é um ideal de prosa narrativa, refletida e compassada.

p+ígina 01-1 p+ígina 02-1 p+ígina 03-1 p+ígina 04-1

O Núcleo Estudos da Literatura Wlademir Dias Pino foi criado pela Resolução n.180/2007 – CONEPE, em 07 de dezembro de 2007. Surgiu do grupo de pesquisa Estudos da Literatura de Mato Grosso, cadastrado no CNPq e liderado por Walnice Vilalva e Tieko Miyazaki.

Autor: Núcleo Wlademir Dias Pino

O Núcleo Estudos da Literatura Wlademir Dias Pino foi criado pela Resolução n.180/2007 – CONEPE, em 07 de dezembro de 2007. Surgiu do grupo de pesquisa Estudos da Literatura de Mato Grosso, cadastrado no CNPq e liderado por Walnice Vilalva e Tieko Miyazaki.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *