Nódoa no Brim Edição #54 | Fevereiro/2018

Por | 7 de março de 2018
Sem título

O Vampiro de Curitiba

Zelma Laurini (PPGEL/UNEMAT)

Dalton Jérson Trevisan nasceu na cidade de Curitiba, Paraná, em 14 de junho de 1925. Discreto, não concede entrevistas ou frequenta órgãos de comunicação social. Por esse motivo, recebeu o epiteto de Vampiro de Curitiba. Trevisan é também respeitado no exterior e ovacionado com inúmeros prêmios no Brasil. Suas primeiras publicações foram em modestos folhetos no tempo em que estudava direito. Trabalhou como editor da revista Joaquim, que homenageava a todos os joaquins do Brasil. A publicação tornou-se porta-voz de uma geração de escritores, críticos e poetas nacionais, posto que os ensaios ora eram assinados por autores da literatura brasileira, ora da literatura estrangeira.

Os contos de Trevisan, no início, eram mais longos e, com o passar do tempo, deixaram os padrões convencionais da literatura, tornando-se cada vez mais curtos, mostrando uma evolução em direção ao haicai, cuja escrita foi confundida como anotação devido ser uma forma muito sucinta, em que menos é sempre mais. Desta forma, prioriza-se apenas o essencial, requerendo uma percepção muito maior e, normalmente, relacionada à natureza. No entanto, com uma linguagem direta, Trevisan se debruça na natureza humana e nas ações mais simples do cotidiano.

Todavia, os contos trevisanianos  não perdem o estilo e o fascínio que o gênero oferece. É sabido que sua maior contribuição na literatura brasileira ocorre no campo da linguagem, isto é, na forma de narrar a representação do homem moderno, inacabado e problemático. É uma arte inovadora, tornando-se, dessa maneira, necessário estudar não o “porquê” da escolha desse homem, mas “como” esse homem é narrado, expondo uma luta interna entre sujeito e mundo.p+ígina 01-1

p+ígina 02-1

p+ígina 03-1

p+ígina 04-1-1-1

P+ígina 05-1-1-1

p+ígina 06-1-1-1

O Núcleo Estudos da Literatura Wlademir Dias Pino foi criado pela Resolução n.180/2007 – CONEPE, em 07 de dezembro de 2007. Surgiu do grupo de pesquisa Estudos da Literatura de Mato Grosso, cadastrado no CNPq e liderado por Walnice Vilalva e Tieko Miyazaki.

Autor: Núcleo Wlademir Dias Pino

O Núcleo Estudos da Literatura Wlademir Dias Pino foi criado pela Resolução n.180/2007 – CONEPE, em 07 de dezembro de 2007. Surgiu do grupo de pesquisa Estudos da Literatura de Mato Grosso, cadastrado no CNPq e liderado por Walnice Vilalva e Tieko Miyazaki.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *