Nódoa no Brim Edição #54 | Fevereiro/2018

Por | 7 de março de 2018
Sem título

O Vampiro de Curitiba

Dalton Jérson Trevisan nasceu na cidade de Curitiba, Paraná, em 14 de junho de 1925. Discreto, não concede entrevistas ou frequenta órgãos de comunicação social. Por esse motivo, recebeu o epiteto de Vampiro de Curitiba. Trevisan é também respeitado no exterior e ovacionado com inúmeros prêmios no Brasil. Suas primeiras publicações foram em modestos folhetos no tempo em que estudava direito. Trabalhou como editor da revista Joaquim, que homenageava a todos os joaquins do Brasil. A publicação tornou-se porta-voz de uma geração de escritores, críticos e poetas nacionais, posto que os ensaios ora eram assinados por autores da literatura brasileira, ora da literatura estrangeira.

Os contos de Trevisan, no início, eram mais longos e, com o passar do tempo, deixaram os padrões convencionais da literatura, tornando-se cada vez mais curtos, mostrando uma evolução em direção ao haicai, cuja escrita foi confundida como anotação devido ser uma forma muito sucinta, em que menos é sempre mais. Desta forma, prioriza-se apenas o essencial, requerendo uma percepção muito maior e, normalmente, relacionada à natureza. No entanto, com uma linguagem direta, Trevisan se debruça na natureza humana e nas ações mais simples do cotidiano.

Todavia, os contos trevisanianos  não perdem o estilo e o fascínio que o gênero oferece. É sabido que sua maior contribuição na literatura brasileira ocorre no campo da linguagem, isto é, na forma de narrar a representação do homem moderno, inacabado e problemático. É uma arte inovadora, tornando-se, dessa maneira, necessário estudar não o “porquê” da escolha desse homem, mas “como” esse homem é narrado, expondo uma luta interna entre sujeito e mundo.

Zelma Laurini (PPGEL/UNEMAT)p+ígina 01-1

p+ígina 02-1

p+ígina 03-1

p+ígina 04-1-1-1

P+ígina 05-1-1-1

p+ígina 06-1-1-1

O Núcleo Estudos da Literatura Wlademir Dias Pino foi criado pela Resolução n.180/2007 – CONEPE, em 07 de dezembro de 2007. Surgiu do grupo de pesquisa Estudos da Literatura de Mato Grosso, cadastrado no CNPq e liderado por Walnice Vilalva e Tieko Miyazaki.

Autor: Núcleo Wlademir Dias Pino

O Núcleo Estudos da Literatura Wlademir Dias Pino foi criado pela Resolução n.180/2007 – CONEPE, em 07 de dezembro de 2007. Surgiu do grupo de pesquisa Estudos da Literatura de Mato Grosso, cadastrado no CNPq e liderado por Walnice Vilalva e Tieko Miyazaki.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *