Nódoa no Brim Edição #54 | Fevereiro/2018

O Vampiro de Curitiba Dalton Jérson Trevisan nasceu na cidade de Curitiba, Paraná, em 14 de junho de 1925. Discreto, não concede entrevistas ou frequenta órgãos de comunicação social. Por esse motivo, recebeu o epiteto de Vampiro de Curitiba. Trevisan é também respeitado no exterior e ovacionado com inúmeros prêmios no Brasil. Suas primeiras publicações foram em modestos… Leia mais »

Nódoa no Brim Edição #53 | Janeiro/2018

A Profanação do Sagrado em Encosto, de Eduardo Mahon: liames que rompem barreiras do corpo e do espírito Formular reflexões acerca da subversão na espiritualidade é tarefa árdua na medida em que enveredamos sobre o incógnito. Nesse ínterim, a literatura brasileira trouxe-nos, na última publicação de Eduardo Mahon, um forte exemplo de como a manifestação literária consegue quebrar… Leia mais »

Nódoa no Brim Edição #52 | Dezembro/2017

Literatura e Responsabilidade Moral: A escrita ética de Patrick Modiano Confesso, publicamente, aqui, que tenho escolhido certos temas para pensar, ler e escrever em função de algumas dores. Desde que iniciou o processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff e todo o avanço mais explícito do conservadorismo mais retrógrado, que já vinha se alastrando há anos ou confirmando… Leia mais »

Nódoa no Brim Edição #51 | Novembro/2017

SADE PERVERTIDO, ou quando o fetiche se volta contra o feticheiro Muitos leitores deste modesto ensaio já ouviram falar no nome de Sade ou, mais possivelmente, na expressão sadismo. Pois bem, posso garantir-lhes que a relação entre os termos, Sade/sadismo, é da mesma natureza que a relação entre o passado e a História. Sim, a História não existiria… Leia mais »

Nódoa no Brim Edição #50 | Outubro/2017

“Quando criança, eu queria ser Castro Alves…” O escritor e jornalista Antônio Torres já conquistou um lugar importante tanto na literatura quanto na formação histórico-social do Brasil contemporâneo. Dentre outros aspectos, ele continua com debates importantes para a sociedade brasileira, debates estes que incorporam os elementos que formam a cultura no país, sobretudo a de massa, atrelando-se de… Leia mais »

Nódoa no Brim Edição #49 | Setembro/2017

A voz da Ancestralidade em Pedra Canga (1987) de Tereza Albues  Pedra Canga é o primeiro romance de Tereza Albuês, organizado em capítulos curtos, traz a narração em primeira pessoa que permite o estatuto explícito da parcialidade, a conciliação da dúvida diante do que é narrado. Entretanto, a narrativa subverte a possibilidade da dúvida ao intercalar entre a… Leia mais »